O coronavírus tem muito a ensinar para o presente e futuro da sua família

Não é um período fácil, mas é necessário encarar a situação com otimismo para criar estratégias e formas de fortalecer a família, esteja ela dentro ou fora da sua casa

O momento de crise é a chance de crescer (Foto: reprodução/ Getty Images)

Nunca estivemos tão separados fisicamente. Mas nunca estivemos mais juntos na resolução de problemas. O coronavírus veio para derrubar e virar do avesso várias premissas, inclusive a teoria de que o ser humano está cada vez mais egoísta. É em um momento de crise que surgem oportunidades para aprender. É preciso mudar. São mudanças boas e positivas que irão durar muito mais do que a pandemia. São aprendizados que vão além de qualquer aula e são ensinados por quem não domina o assunto, mas está disposto a aprender com ele: nós.

“O otimismo não é apenas um estado de espírito pleno, mas uma estratégia”, explica a doutora em psicologia e CEO do Mamis na Madrugada Vanessa Abdo, mãe de Laura e Rafael. Para ela, encarar o coronavírus é entender que é uma situação difícil, mas que irá passar. “Se ficar ansioso ou angustiado resolvesse, seria ótimo. Porém é na verdade um véu que fica nos olhos e nos emburrece, perdemos a capacidade de pensar, porque entramos em um redemoinho e não conseguimos resolver nada”, justifica.

Pensar positivo não é sinônimo de alienação, mas de respeito com o seu corpo e sua mente. Para te ajudar, a especialista dá uma dica: “Acorde e leia os principais jornais e apenas no fim da tarde dê uma relida. Tente não abrir notícias em grupos de WhatsApp e, principalmente tome cuidado com a data da reportagem e fontes”. Ela ressalta a necessidade de ter um equilíbrio entre as informações que recebemos e o tempo de exposição. “Excesso de informação não significa conhecimento, só nos deixa mais aflitos”, desabafa.

Tem muita coisa para ser feita

Aproveite o tempo em casa para reforçar os laços, veja como uma oportunidade para as crianças terem mais autonomia, para os pais escutarem mais o que os filhos têm a dizer. Vanessa deseja que possam aprender juntos como família as formas de driblar os desafios. É uma chance de sair dessa mais forte. E em relação aos parentes que estão longe, é o momento de usar a tecnologia a favor. “Precisamos criar saídas, como telefonema ou WhatsApp. Eu, por exemplo, envio vídeo das crianças contando a rotina deles para os tios e avós para tentar diminuir a distância”, acrescenta.

Use a criatividade dentro de casa durante esse período (Foto: Getty Images)

Se lá fora o mundo não está tão animado, também vale se reinventar e criar dentro da sua casa. “Se esse momento do isolamento social não for divertido, não é sustentável. Precisamos criar pílulas de divertimento durante o dia a dia”, opina. Para a especialista, todo o caos é uma a oportunidade de aprendizado e cada família, seguindo esse pensamento, cria um efeito em cascata. “O coronavírus está gerando uma onda de comoção e generosidade”, defende Vanessa. É nela que precisamos surfar no momento. Mas não se esqueça: de dentro da sua casa, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *