‘O pior da crise ainda não chegou’

Estado quer ajuda da União para combater o coronavírus
Estado quer ajuda da União para combater o coronavírus (Foto: Reuters)

Ao contrário de Jair Bolsonaro, que fez um pronunciamento em que falou em ‘gripezinha’ e defendeu a reabertura das escolas e do comércio, o governador de São Paulo, João Doria, disse que a crise é muito mais grave, em entrevista concedida ao jornalista Thiago Herdy, do jornal O Globo. “O pior da crise ainda não chegou. Essa é a verdade que a gente não pode esconder”, disse ele.

Doria reclamou ainda da falta de ação do governo federal e disse que Jair Bolsonaro não fala com os governadores desde que tomou posse, ou seja, há 15 meses. Sobre a economia, ele defendeu que empregadores possam reduzir até 50% dos salários durante a crise. “É melhor do que o desemprego”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *