O pepino dos vereadores de Uauá

Na sessão jurisdicional está prevista a apreciação de um recurso (agravo regimental) proveniente de Uauá (BA), no qual coligação Uauá Seguindo em Frente e o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) acusam o Partido Democrático Trabalhista (PDT) de ter fraudado a cota de gênero para a vaga de vereador nas Eleições Municipais de 2020.

A legenda e a coligação recorreram ao Plenário do TSE para tentar reverter a decisão individual do relator, ministro Benedito Gonçalves, que negou seguimento ao recurso. O caso seria julgado na sessão do Plenário Virtual realizada entre os dias 27 de maio e 2 de junho, mas um pedido de destaque do ministro Alexandre de Moraes submeteu o processo à análise dos demais ministros.

Pelas informações chegadas ao AP, a coisa não é nada boa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.