Operação desarticula grupo suspeito de sequestrar parentes de bancários

No momento da ação policial, os suspeitos se preparavam para atentar contra o tesoureiro e gerente de uma agência bancária em Santa Cruz do Capibaribe

Com o grupo foram encontrados três veículos e um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40 / Foto: Divulgação/PF

Com o grupo foram encontrados três veículos e um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40
Foto: Divulgação/PF

Uma operação da Polícia Federal (PM), em conjunto com a Polícia Militar (PM), desarticulou um grupo especializado em sequestro de familiares de funcionários de bancos nessa terça-feira (16), em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. Segundo a PF, no momento da ação policial, os suspeitos se preparavam para atentar contra o tesoureiro e gerente de uma agência bancária da cidade.

As investigações que deram origem à operação, batizada como ‘Burgos’, começaram neste mês e as prisões aconteceram a Vara Criminal de Santa Cruz do Capibaribe expedir mandado de busca e apreensão domiciliar contra os suspeitos. Ainda de acordo com a PF, os policiais chegaram ao bando após receberem informações que apontavam que o grupo estaria reunido em uma residência na cidade se preparando para realizar mais uma investida criminosa.

Os suspeitos foram presos após os policiais cercarem a casa onde eles se escondiam. Com eles foram encontrados três veículos e um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40. O grupo foi levado para a Delegacia de Caruaru, também no Agreste, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo a banco e extorsão mediante sequestro.

Audiência de custódia

Caso sejam condenados os suspeitos poderão pegar penas que ultrapassam os 20 anos de reclusão.  O grupo será apresentado nesta quarta-feira (17) em audiência de custódia. Se confirmadas as prisões preventivas do bando, os presos serão levados para o sistema Penitenciário em  Caruaru.

Fonte: JC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *