Para quem quer mais uma briguinha: vá a São Paulo

A disputa pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) azedou o clima na Fiesp. Na última semana, houve bate-boca entre o presidente Paulo Skaf e Synésio Batista, da associação de brinquedos (Abrinq).

Skaf teria apoiado a chapa rival a Synésio na ABNT e, por isso, foi chamado de traidor, segundo um dos presentes. Na briga, Synésio teria contestado ainda a contração de militares pela Fiesp. Disse ver nisso uma tentativa artificial de aproximação com Bolsonaro.

Já a percepção de que a crise alterou o perfil dos moradores de rua levou a Prefeitura de São Paulo a fazer um esforço para antecipar o censo municipal de desabrigados de 2020 para este ano.

Há notável crescimento no número de mulheres e crianças vivendo nas ruas da capital paulista, o que demanda uma remodelagem dos abrigos públicos. (Folha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *