Parceria com o Maracanã mudou o destino do Flamengo na Copa do Brasil

Demorou para o Flamengo voltar para casa, mas, depois de se acostumar com as mudanças após a reforma, a primeira grande festa pode acontecer hoje com a conquista da Copa do Brasil. Reticente em usar o Maracanã, a diretoria do clube optou por jogar todo o primeiro turno do Brasileirão em Brasília e foram necessários dois meses de resultados ruins para o Rubro-Negro perceber qual era a sua verdadeira casa.

ImageProxy (2)

Foi justamente pela Copa do Brasil que o Flamengo voltou a unir torcida e Maracanã, na classificação para as quartas de final em cima do Cruzeiro. Desde então, o estádio virou uma importante peça na recuperação do time na temporada e agora o Rubro-Negro terá a honra de fazer a primeira final entre clubes desde a reinauguração.

“É importante esse título no Maracanã, vai ser o primeiro do novo estádio”, resumiu o lateral André Santos.
Os números, apesar de não serem iguais aos do antigo estádio, mostram o quanto Flamengo e Maracanã se completam. O maior público e a maior renda desde a reinauguração pertencem ao Rubro-Negro (veja ao lado). Além disso, em 16 jogos, o aproveitamento é o melhor entre os cariocas: 75%, com apenas duas derrotas (uma delas para o Atlético-PR, rival de quarta). Para completar, o artilheiro absoluto nesta nova fase é Hernane, com 16 gols.
Acostumado a comemorar títulos no Maracanã, Léo Moura já estava com saudade de disputar finais na sua casa e espera que o reencontro seja feliz. “Temos a oportunidade de decidir mais um título dentro do Maracanã. Vou fazer de tudo para esse dia ficar marcado, não só para mim, mas para todos os companheiros do clube”, afirmou o capitão do Flamengo.
Seis títulos e duas decepções
Decidir uma final nacional em casa não é novidade para o Flamengo. Ainda mais comemorar o título. Das oito conquistas de Brasileiro e Copa do Brasil, seis foram no Maracanã.
Acostumado a ganhar em sua casa, o Flamengo pode repetir os feitos da Copa do Brasil de 2006 (1 a 0 sobre o Vasco), e dos Brasileiros de 80 (3 a 2 sobre o Atlético-MG), 83 (3 a 0 no Santos), 87 (1 a 0 no Inter) e 92 (2 a 2 com o Botafogo), além de 2009, já nos pontos corridos, com vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio.
Mas nem tudo foi alegria. Dois vices da Copa do Brasil foram no Maracanã: Grêmio, em 97 (2 a 2) , e Santo André, em 2004 (0 a 2).
Fonte: O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *