Parceria permite atuação de agentes da CIA no Brasil

cia

Após a divulgação de atos de espionagem eletrônica no Brasil pelos Estados Unidos, a partir de documentos do ex-analista da Agência de Segurança Nacional (NSA) Edward Snowden, a Folha de São Paulo denuncia, neste domingo (15), que servidores da agência de inteligência americana, a CIA, trabalham livremente no Brasil por meio de uma parceria entre a Polícia Federal e a embaixada dos EUA – formalizada por meio da assinatura de um memorando em 2010.

Policiais federais, militares da inteligência do Exército e funcionários do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República seriam os responsáveis por apontar quem deve ser o alvo das investigações. A justificativa para o convênio foi o combate às drogas, mas, após os atentados de 11 de setembro de 2001, o foco teria passado a ser o terrorismo.

Cinco bases da Polícia Federal, com equipamentos e tecnologia da CIA para o combate ao terrorismo, funcionam hoje no Brasil: no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Foz do Iguaçu (PR) e em São Gabriel da Cachoeira (AM).

Os americanos mantêm escritórios próprios no Rio, com a justificativa da realização da Copa do Mundo e da Olimpíada de 2016, e em São Gabriel, para vigiar a atuação das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na fronteira. A embaixada dos Estados Unidos no Brasil ainda não se pronunciou sobre o assunto. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *