Pesquisa atiça grupo evangélico: vai ao presidente se valorizar

Os dados da pesquisa que mostram que os evangélicos são os que mais aprovam o governo Bolsonaro foram celebrados pela bancada religiosa. Os resultados serão usados pelo grupo para dizer ao presidente que ele precisa valorizá-lo, ou encarar o risco de uma desidratação ainda maior em sua avaliação.

Um deputado diz que o apoio evangélico segue porque a insatisfação ainda não chegou ao púlpito das igrejas. Num estalar de dedos, diz ele, tudo pode mudar.

Aliados de Bolsonaro minimizaram a pesquisa e disseram que ela reforça a sensação de que o presidente é alvo de perseguição.  (Painel – FSP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *