Petrolina: Gari passa mal por estafa e vai parar no Traumas. Internamento revela falta de condições dignas de trabalho e salários atrasados

O problema está se agravando e colocando em risco até a saúde dos funcionários. É que por causa desse atraso, apenas três funcionários estão fazendo a coleta por cada carro que recolhe o lixo.

A coleta de lixo em Petrolina passa de novo por outro perrengue. No ano de 2018, muitos funcionários perderam seus empregos por conta de falta de pagamento da prefeitura. Agora, inicio de 2020, a empresa Construtora Venâncio, detentora do contrato, mais uma vez, está  atrasando os salários dos funcionários.

O problema está se agravando e colocando em risco até a saúde dos funcionários. É que por causa desse atraso, apenas três funcionários estão fazendo a coleta por cada carro que recolhe o lixo. Conforme contrato, para cada veículo é preciso um motorista e três garis que fazem o recolhimento do lixo. Nesse exato momento, apenas o motorista e dois garis estão trabalhando em cada caminhão coletor.

O trabalho exaustivo, levou o gari, Alan Clésio, a ser atendido às pressas no Hospital de Traumas essa semana, o diagnóstico foi simples de detecção: estafa. Não sabemos de quem é a culpa dos atrasos nos pagamentos. Se a prefeitura está pagando a Venâncio, não tem por que não pagar aos funcionários. Agora, se não há repasse da verba do contrato, dificulta para qualquer empresa se manter de pé. E a corda arrebenta sempre do lado mais fraco: os funcionários.

O salário que é para ser pago todo dia 5, tem sido pago geralmente 15 depois, e o adiantamento que é todo dia 15, geralmente vem 10 dias depois. Os funcionários além de de estarem sobrecarregados com o trabalho, ainda dão uma de mecânicos: os carros da empresa quebram muito, e não existe uma frota nova. É hora de repensar essa situação. Com a palavra os responsáveis.

Procuramos a empresa, mas como sempre, não foi possível uma conversa.

Fonte: Blog A Lingua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *