Pianinho

Pivô de crise entre TSE e militares, o general Heber Portella entrou mudo e saiu calado da reunião técnica para responder dúvidas das Forças Armadas em relação ao processo eleitoral.

A reunião era o momento mais oportuno para sanar dúvidas sobre as urnas e contou com a presença de Edson Fachin e Alexandre de Moraes. No entanto, as Forças Armadas, insistem para que o TSE marque uma reunião exclusiva de militares com técnicos do tribunal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.