Por conta de dívida de drogas, homem tortura mulheres

Por conta de uma dívida de R$ 200, o suspeito perseguiu e torturou as duas mulheres

A polícia apresentou detalhes sobre a prisão do suspeito nesta quinta-feira (9) / Foto: Cortesia / PCPE

A polícia apresentou detalhes sobre a prisão do suspeito nesta quinta-feira (9)
Foto: Cortesia / PCPE
JC Online

A Polícia Civil divulgou detalhes, nesta quinta-feira (9), sobre a tortura praticada por um traficante contra duas mulheres em Afogados, Zona Oeste do Recife. Por conta de uma dívida de drogas, o homem agrediu uma das vítimas com um barrote e um facão. A outra mulher sofreu tortura psicológica.

De acordo com o delegado Igor Leite, da delegacia de Afogados, o crime foi motivado por uma dívida de R$ 200 que uma das vítimas, conhecida como “Rosinha”, tinha com o suspeito, Emmanuel Augusto de Oliveira, de 37 anos. Após desdobramentos, a polícia descobriu que constava contra ela um mandado de prisão em aberto por tráfico.

A dívida

Segundo a polícia, após não conseguir fazer com que “Rosinha” quitasse a dívida, Emmanuel sequestrou a companheira dela, de 27 anos, e a levou para sua casa na noite dessa terça-feira (7). No local, ele manteve a mulher em cárcere privado e sob tortura psicológica.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, durante a madrugada, o homem decidiu praticar furtos e obrigou a mulher a ser sua ”olheira”. No momento em que ele pulava um muro para assaltar, ela fugiu.

Segunda vítima

No dia seguinte, quarta-feira, o suspeito encontrou as duas mulheres na estação de metrô de Afogados. Lá, ele ameaçou as duas com um facão e sequestrou “Rosinha”, a que lhe devia, para sua casa. No local, o suspeito torturou a mulher e, após as agressões, amarrou os braços e as pernas da vítima e saiu com ela pela comunidade com a intenção de matá-la.

“Ele foi arrastando ela pra uma área de maré com um facão dizendo que ia arrancar pedaços do corpo dela, que ia amarrar as pernas dela numa pedra e iria arremessar na maré”, afirmou o delegado.

Nesse momento, uma equipe recebeu informações sobre o crime e foi até o local onde o suspeito se encontrava. Ele foi preso com os materiais que utilizou para praticar a tortura. As duas mulheres e o homem foram levados para a delegacia de Afogados. As vítimas passaram por exame de corpo de delito.

Prisões

Emmanuel Augusto foi preso por tortura, lesão corporal, cárcere privado e furto qualificado. “Ele chegou na delegacia muito drogado e violento. Ele tentava minimizar a violência praticada contra as vítimas”, disse o delegado Igor Leite. Contra “Rosinha”, que já havia sido presa por tráfico de drogas, havia um mandado de prisão em aberto. A mulher também foi presa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *