Prefeito de Camaçari nega atritos com Luiz Caetano e a deputada Luiza Maia

Apadrinhado político do ex-prefeito de Camaçari, Luiz Caetano (PT), o atual administrador da cidade, Ademar Delgado (PT), negou ontem qualquer desentendimento com o grupo político do antecessor, que o ajudou na eleição, e um mal- estar com a deputada estadual Luiza Maia (esposa de Caetano).

Luiz-Caetano-governador1_01

Em entrevista à rádio CBN, Delgado, que disse ver sua gestão sendo alvo da oposição, mas aproveitou para destacar suas iniciativas referentes à orla, ao pedágio e ao Polo Petroquímico. Haveria rumores de divergências, pautadas no projeto de Caetano para as eleições de 2014. Atualmente, o ex-prefeito é pré-candidato ao Palácio de Ondina, mas é citado como forte postulante a uma cadeira na Câmara Federal.

Delgado afastou qualquer tese de conflito com o grupo político de Caetano e de mal-estar com a deputada estadual Luiza Maia (PT), esposa de Caetano. Ele citou a amizade com o pré-candidato ao governo, como forma de distanciar os boatos. “Eu e Caetano somos amigos desde 1976. Passei oito anos como secretario dele. Se eu identificar que servidores públicos estão fazendo fuxico, eu afasto para dar lugar para quem quer trabalhar”, disse, insinuando que a conversa teria partido do quadro de servidores da prefeitura.  “Essa coisa só existe na cabeça de quem não tem o que fazer. Elas precisam trabalhar para me ajudar a fazer mais pela cidade. Eu nunca fui pautado por fuxico e sim pelo trabalho. Tenho mais de 43 anos de serviço público e vou seguindo minha gestão”, pontuou.

O prefeito frisou que o momento é de construir sua administração. “Ano que vem teremos eleições e estaremos na campanha e 2016 vamos conversar em 2016. Agora estou preocupado em atrair investimento e aplicar bem os recursos do município e melhorar a cidade”, ressaltou. A declaração pode responder os rumores de que Luiza estaria trabalhando para ser a futura candidata a prefeita. O prefeito pretende colocar em prática um dos planos de campanha que é capacitar pessoas de Camaçari para trabalharem nas empresas do Polo.

Fonte: Tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *