Prefeitura gasta mais de R$ 6 milhões em combustível para ônibus

Foto: Valter Pontes / Secom

O Diário Oficial de Salvador da última quarta-feira (14) registra a contratação da Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, de uma distribuidora de combustíveis para garantir o abastecimento de ônibus da linha de transporte público coletivo.

O contrato, fechado por dispensa de licitação, a contratada terá que fornecer, por um prazo de 60 dias, 1.500.000 (um milhão e quinhentos mil) litros de óleo diesel para os ônibus que compõem a chamada Região C da frota operacional de transportes, cobrindo as linhas entre a orla e o centro da capital. Ao todo, a Prefeitura desembolsará R$ 6.675.000,00 para adquirir o ‘óleo diesel tipo S10’, como define a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

“Aquisição de 1.500.000 (um milhão e quinhentos mil) litros de óleo diesel S10, para uso rodoviário, com especificações regulamentadas pela Agência Nacional de Petróleo – ANP, para abastecimento dos ônibus que compõem a frota operacional da área da região C – Orla/Centro, do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus – STCO, da cidade de Salvador/Bahia”, diz parte do contrato publicado, assinado pelo titular da Semob, Fabrizzio Muller.

O transporte público é o pivô das maiores crises da gestão Bruno Reis nos nove primeiros meses de mandato. Após a falência da Concessionária Salvador Norte (CSN), que geria a bacia da orla até a região de Mussurunga, a Prefeitura teve que assumir, a fim de garantir a permanência das linhas, o controle operacional dos ônibus. Além disso, o prefeito ainda teve que tentar, muitas vezes sem sucesso, contornar a tensão criada entre a empresa e os rodoviários que faziam parte dela, uma vez que alguns servidores do quadro precisaram ser dispensados pela Prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *