Prefeitura implanta Programa Água Doce nas comunidades rurais de Uauá

Presidente do PSB, em Uauá, Jerônimo Cardoso
Jerônimo Cardoso

Thalita Bezerra/Ação Popular

A Prefeitura Municipal de Uauá, Bahia, através da Secretaria da Agricultura e Recursos Hídricos, está implantando nas comunidades rurais do município, unidades do Programa Água Doce, que leva água potável, piscicultura e agricultura a todas as regiões do Estado.

A iniciativa visa o estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano. Promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda em comunidades difusas do semiárido.

O Programa Água Doce é uma ação conjunta do Governo Federal, através do Ministério do Meio Ambiente e a Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, com os Governos Estadual e Municipal e o Banco Nacional do Desenvolvimento Social.

O Secretário de Agricultura de Uauá, Jerônimo Cardoso, popularmente conhecido com Jerominho, afirma que o Programa objetiva além do aproveitamento de concentrado salino para produção de pescado e irrigação, a promoção da convivência com o semiárido a partir da sustentabilidade ambiental.

“Em Uauá serão implantados 14 poços artesianos beneficiando todas as regiões do município. É um projeto integrado onde iremos fornecer água de qualidade para a população rural, além disso, serão fornecidos tanques de criação de peixe e a plantação da atriplex (erva sal) em outras forragens que serão adaptadas na água salgada”.

Por outro lado, ele frisou que o programa vai fortalecer também a cadeia produtiva que não existia em Uauá. “Já distribuímos através da Codevasf 50 mil alevinos para as barragens, nos próximos dias estaremos implantando a Unidade Municipal de Cadastramento – UMC e firmamos parceria com a ADAB para que emita as fichas sanitárias dos animais, pois muitos produtores rurais estavam sem se cadastrar para comprar o milho da Conab, além disso, os trabalhadores rurais poderão emitir a sua Declaração de Aptidão do Trabalhador Rural – Dap – documento chamado de identidade do trabalhador rural”.

Com relação à situação de higiene sanitária no município, o secretário afirmou que melhorou significativamente. “Já foi feito nesta gestão Olímpio Cardoso um trabalho muito forte na questão do lixão, inicialmente o lixão foi aterrado e foi feito o cercamento, antigamente o lixão invadia a estrada, hoje a situação é diferente. Além disso, estamos buscando recursos dos governos para que se faça um aterro sanitário na cidade e em seguida seja implantada a coleta seletiva”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *