Prefeitura pode rescindir contrato com Pro Matre

Fotos: César Miller
Fotos: César Miller

Da Redação

Complica-se a cada dia o entendimento entre a Prefeitura Municipal de Juazeiro e o Hospital Pro Matre. Desde o inicio da administração Isaac Carvalho (PCdoB) quatro manifestações de ruas foram realizadas pelos funcionários do hospital pedindo regularização de repasses referentes ao convênio.

Em menos de uma semana aconteceram dois movimentos, sendo que o ultimo foi na tarde desta sexta-feira (04) com pessoas portando faixas e com discursos pedindo o afastamento do prefeito.

A reportagem do Ação Popular levantou informações de que a prefeitura está determinada a não renovar o convênio com o hospital no mês de novembro. “Ninguém tem condições de trabalhar com alguém se ela é a primeira a descumprir os compromissos incentivando funcionários a irem para a imprensa e as ruas para tentarem desestabelecer à administração municipal. O prefeito já reconheceu o atraso nos repasses de dois meses e disse que vai pagar, agora querer as coisas com a faca no pescoço, jamais. Nós sabemos da importância do hospital para a população, mas aqui ninguém aqui é obrigado a continuar com contrato nestas condições. Todos sabem que o hospital é particular e não municipal”, informou a fonte.

Durante entrevista ao programa de Farnésio Silva, o secretário de saúde, Cássio André Garcia  descartou a possibilidade do município suspender o convênio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *