Projeto que corrige valor de empréstimo é aprovado na Assembleia

Bruno Reis

Vice-líder da Oposição na Assembleia Legislativa, Bruno Reis criticou na sessão plenária a aprovação do projeto que corrige texto levado para votação há cerca de seis meses para empréstimo de US$ 50 milhões, com previsão de investimento no enfrentamento à seca. O empréstimo havia sido aprovado pelos parlamentares na ocasião, mas o texto retornou à Casa para que fosse efetuado o cálculo da paridade cambial, ou seja, uma atualização do montante. Ao invés de US$ 50 milhões, são, agora, US$ 50.717.700. “O governo passa o rolo compressor com votação de projetos sem a devida discussão com os segmentos envolvidos, e é por isso que são votados de forma equivocada. Depois de praticamente seis meses o projeto retorna a essa Casa pra ser corrigido. Não somos contra empréstimo para obras estruturantes, mas infelizmente isso não vem ocorrendo”, afirmou Reis.

Ainda de acordo com o parlamentar, a Casa já autorizou o Estado a contrair R$ 14 bilhões em sete anos de governo, em operações de crédito internas e externas, sem que os recursos tenham sido investidos nas devidas áreas. “Não conseguíamos ver onde esse dinheiro estava sendo aplicado, mas o Tesouro Nacional determinou que fosse obrigatória a apresentação da disponibilidade dos recursos do caixa do governo, e aí vimos que foram usados para pagar o custeio de uma máquina pública inchada; de uma máquina que tinha 19 secretarias e passou para 31 para acomodar mais de 15 partidos que compõem a base de sustentação do governo Wagner. Isso confirma a calamidade pública sobre as contas do Estado.”  (Assessoria do Deputado Bruno Reis)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *