PT lança nota atirando na administração Isaac Carvalho

Da Redação

O bicho pegou durante a reunião do ultimo sábado do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores, em Juazeiro, quando decidiu romper com a administração Isaac Carvalho (PCdoB). Durante o evento, deu até policia. Petistas contrários à proposta, levaram o caso ao conhecimento da direção estadual que deverá se manifestar ainda nesta semana.

Em nota, a direção faz duras criticas a administração municipal afirmando desconhecer qualquer tipo de mudança. “A única mudança constatada na atual administração pública de Juazeiro é de paradigma onde se arrecadou muito e realizou pouco, ou quase nada”.

Em outro trecho a nota afirma que o governo não tem sintonia com a população. “O descontentamento de nosso povo reclama que o atendamos na elaboração do projeto, do esforço político e da pactuação das forças progressistas, capazes de promover a verdadeira mudança, que literalmente retire a cidade e o município do buraco”.

A Direção do PT local acusa o gestor de fazer uma administração fechada. “O PT e sua militância anseiam pela materialização do discurso, incapaz de acontecer num governo de articulação cupulista (sem participação popular) e composição fortemente personalista, onde predominam os interesses e afeições do prefeito, comprometendo o espírito público, erroneamente confundido com sua experiência no mundo corporativo e de interesses privados”.

“Afasta-nos, definitivamente, a falta de compromisso com a participação cidadã; com o controle social sobre as políticas projetadas ou eventualmente efetivadas; com o incentivo e o fomento de uma cultura democrática e transformadora; com o desenvolvimento local sustentável, como fator de geração de trabalho e renda e promoção da igualdade social; com a construção e o desenvolvimento de ações sociais universais de qualidade; com a garantia de direitos; com uma gestão ética, democrática e eficiente que traduza, em resultados objetivos, os recursos administrados”.

Em um outro trecho, a nota relata alguns motivos sobre o rompimento: “Por uma decisão do Diretório Municipal anterior, que fizemos questão de respeitar até o dia de hoje (mesmo com a discordância cada vez mais insistente, durante os últimos 2 anos, da maioria do atual Diretório), a nossa participação na atual administração do município representou um esforço de confiança na capacidade nominal de nossos quadros, buscando preservar compromissos, princípios e valores assumidos pela base aliada. Uma vez que tais metas não foram atingidas por essa administração, só nos resta, infelizmente, o último recurso, depois de esgarçados e enfim esgotados todos os argumentos possíveis e tentativas inglórias”.

A nota conclui afirmando que a posição é irrevogável. “O único caminho ético e politicamente correto dos que não comungam com esse projeto de administrar, e desejam ainda elaborar, em parceria com todas as forças políticas da sociedade organizada, uma nova alternativa de governar, na confiança e na certeza de que um outro JUAZEIRO é possível (…) Mais do que uma época de mudanças, vivemos uma mudança de época, em que não se tolera o engodo, depois que a esperança venceu o medo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.