Pulgas, carrapatos e pernilongos, por que eles são perigosos para os pets

Nosso colunista fala de um assunto sempre atual: a prevenção de picadas e de doenças transmitidas por esses parasitas

Temperaturas mais altas, umidade e recorrência de chuvas — um cenário comum nessa época do ano em boa parte do Brasil — tornam o ambiente propício para a proliferação de insetos e parasitas. E os animais de estimação podem sofrer com eles. Pulgas, carrapatos e até pernilongos incomodam não apenas por causa das suas picadas.

Sim, esses bichos são capazes de transmitir doenças aos pets. Conhecidos tecnicamente como ectoparasitas, eles podem carrear e serem vetores de micro-organismos e enfermidades perigosas.

As pulgas, por exemplo, chegam a transmitir um verme intestinal, o Dipilidium. Infestações graves causam até anemia nos nossos amigos.

Já os carrapatos estão por trás da circulação de bactérias e protozoários. Transmitem a erlichiose e babesiose aos cães e a hemobartonelose aos gatos. Essas são moléstias parasitárias popularmente conhecidas como “doença do carrapato”. Podem evoluir com apatia, falta de apetite, hemorragias e anemias sérias.

Quando falamos de pernilongos e mosquitos, saiba que os animais de estimação não pegam dengue, mas podem contrair outros males disseminados por suas picadas. É o caso da dirofilariose, popularmente chamada de “verme do coração”, e a leishmaniose, problema grave que atinge a pele e outros órgãos e também transmitido para os seres humanos.

Portanto, para além do conforto do seu melhor amigo, saiba que evitar as picadas e a infestação por esses pequenos invasores é sinônimo de saúde e qualidade de vida.

Hoje, produtos supermodernos para fazer esse serviço podem ser encontrados no mercado veterinário. Alguns inclusive afastam pulgas, carrapatos e pernilongos de uma só vez.

Outros, além de combater os ectoparasitas, também matam vermes intestinais. Em algumas situações, não só é necessário tratar o animal, mas o ambiente precisa ser dedetizado por meio da aplicação de produtos seguros para os pets.

A mensagem é manter as consultas em dia com o veterinário para que ele possa orientar você na escolha do melhor método preventivo para o seu amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *