Refinaria Abreu e Lima poderá demitir 40 mil em 2 anos

Rochelli Dantas

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco realizará, na quarta-feira (6), uma audiência pública para discutir a desmobilização de trabalhadores no Complexo Industrial Portuário de Suape. Pelos cálculos do órgão, mais de 40 mil pessoas devem ser desligadas das empresas nos próximos dois anos.

Segundo levantamento do MPT, dos 40 mil funcionários, 58% são pernambucanos. O objetivo do órgão é discutir o cumprimento da legislação trabalhista no momento da rescisão dos contratos. Por meio de nota, o MPT informou que já recebe denúncias de trabalhadores que estariam sendo dispensados sem os valores devidos.

A audiência será realizada na sede do MPT, em conjunto com a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE). Para participar, foram notificadas a Secretaria do Trabalho, Qualificação e Emprego, além das 20 maiores contratadas da Petrobras, que também foi intimada.

O encontro será conduzido pelos procuradores do Trabalho Débora Tito, Lorena Bravo e Rogério Wanderley, com a participação de auditores fiscais da mesma área.

Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *