Renan Calheiros: Brasil caminha para a convulsão do Chile

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) alertou nesta segunda-feira (21) que o Brasil caminha a passos largos rumo à convulsão social parecida com a do Chile.

“A reforma das aposentadorias no Brasil segue os critérios que vigoram no Chile e aumentam a pobreza”, afirmou o parlamentar, que renovou voto contra o fim das aposentadorias.

O Senado deve concluir nesta semana a votação da proposta de reforma da Previdência (PEC 6/2019). A votação em segundo turno está marcada para esta terça-feira (22).

Para especialistas, os protestos no Chile têm a raiz nas privatizações dos serviços públicos e na reforma da previdência daquele país.

O jornalista Leonardo Sakamoto, colunista do UOL, reporta hoje declaração de Andras Uthoff, professor da Faculdade de Economia e Negócios da Universidade do Chile e doutor em Economia pela Universidade de Berkeley.

“Os manifestantes veem que seus pais e avós recebem aposentadorias de miséria, 80% delas abaixo do salário mínimo e 44% da linha de pobreza. Percebem que, dessa forma, não há capacidade de sobreviver dignamente”, analisa Uthoff, no UOL.

O Chile vive uma intenção agitação social e, até agora, 7 pessoas morreram nos protestos contra o governo do presidente Sebastián Piñera. Vigora no país o toque de recolher. Há saques no comércio e o Exército toma conta das ruas.

O diabo é que o modelo chileno é o mesmo que Paulo Guedes vende para a velha mídia e os senadores.

Renan Calheiros

@renancalheiros

A reforma das aposentadorias no Brasil segue os critérios que vigoram no Chile e aumentam a pobreza. Por isso continuarei votando contra no 2º turno.

183 pessoas estão falando sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *