Reunião com Comissões Eleitorais Escolares tira dúvidas sobre campanha e votação

A 2ª reunião com as Comissões Eleitorais Escolares aconteceu na manhã desta segunda-feira (18) no auditório da Secretaria de Educação e Esportes, e os representantes de cada unidade de ensino puderam tirar dúvidas sobre o período de campanha e o dia da eleição dos gestores e vice-gestores da Rede Municipal de Ensino de Juazeiro, que acontecerá dia 29 deste mês. O encontro foi conduzido pela Comissão Eleitoral Central, que repassou todas as orientações previstas no edital Nº 011/2013 com o objetivo de garantir a lisura do processo, que teve início com a avaliação de conhecimentos específicos para os candidatos aos cargos.

Duas etapas (que inclui a avaliação psicológica) do processo de escolha dos novos gestores e vices para o mandato que vai de fevereiro de 2014 a fevereiro de 2018 já aconteceram e o próximo passo será a eleição por voto secreto e direto, que será realizada em todas as escolas públicas municipais. As Comissões Eleitorais Escolares são as responsáveis – juntamente com a Comissão Central – pela efetivação e acompanhamento de todas as fases, inclusive pela fiscalização das campanhas e formação das mesas receptoras e escrutinadoras. A campanha dos chapas irá até as 22h do dia 26 de novembro e estão entre os direitos dos candidatos a realização de debates e apresentação de propostas aos eleitores.

“Nesta segunda reunião esclarecemos sobre a lista de votantes, que inclui os pais, alunos maiores de 12 anos e os servidores em estágio probatório; como também falamos sobre o que é permitido e vetado durante a campanha, a indicação dos fiscais de chapa e o período da eleição, que irá das 8 às 19h, entre outros informes. Ainda acontecerá um terceiro momento no dia 25, precedendo o dia da votação, e nós esperamos que tudo saia de acordo com o programado no edital e regimento. Estamos trabalhando firme para garantir a transparência do processo”, destacou a Superintende de Gestão da SEDUC e presidente da Comissão Central, Lucinete Alves.

O titular da pasta, Clériston Andrade, agradeceu aos presentes e parabenizou pela participação nesse momento democrático da educação de Juazeiro. “Sem dúvida, a motivação dos envolvidos precisa ser destacada, até porque esse é um trabalho voluntário. Implantamos esse processo de escolha dos gestores e vices da nossa Rede em 2010 e essa já é nossa segunda eleição. Então, esperamos que esse ano tudo ocorra de maneira ainda mais tranquila. A opção por esse processo democrático permite o fortalecimento do debate, da contraposição de ideias e da escolha. Então, nossa educação só tem a ganhar com iniciativas inovadoras e ousadas como essa”, disse o secretário.

Os representantes das Comissões Eleitorais Escolares demonstraram que aprovam o modelo implantado pela secretaria. Para Maria do Socorro da Silva, que atua na Escola Municipal Caxangá, “as reuniões são importantes e fazem com que os envolvidos se sintam mais seguros”. Segundo a professora, a opção pela eleição já deveria ter acontecido há muito tempo, mas só agora um governo teve a coragem de mudar padrões. Aline Medeiros, que assumiu o cargo de secretária da Escola Municipal Mandacaru no último concurso feito pela Prefeitura de Juazeiro em 2011, também tem a mesma opinião. De acordo com a servidora, “dessa forma a comunidade escolar é respeitada e pode optar pelo que julga ser melhor para a educação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *