Rui Costa diz que política armamentista do governo federal ‘é uma tragédia’

Governador participou do lançamento da Operação Verão da Polícia Militar nesta quarta-feira (13)

Eduardo Dias / Fernanda Sobral / Matheus Morais
Foto:  Fernanda Sobral/bahia.ba
Foto: Fernanda Sobral/bahia.ba

 

Durante o lançamento da Operação Verão da Polícia Militar nesta quarta-feira (13), o governador Rui Costa criticou o que chamou de “política armamentista” do governo federal e a classificou como uma “tragédia’. Rui também afirmou que o país está começando a colher o desastre que é a facilidade do acesso às armas.

“Sabemos da dificuldade que o Brasil atravessa. E como sempre acontece, não só no Brasil, mas no mundo inteiro, que todas as vezes que se degradam as condições sociais, de sobrevivência, vem no rastro dessa piora o aumento dos indicadores da violência. E nesse particular, eu faço questão de frisar, estamos começando a colher o desastre que é a atual política do governo federal que liberou geral no acesso às armas”, disse, alegando que, uma hora ou outra, as armas cairão nas mãos de criminosos e aumentará ainda mais os indicadores de violência no país.

“Numa condição histórica, em qualquer período da história recente do Brasil, com a facilidade enorme no acesso a armamentos, que independente da condição pelo volume que está liberado, essas armas de um jeito ou de outro, mais cedo ou mais tarde, cairão nas mãos de criminosos. E episódios de tiros em locais públicos, infelizmente, eles vão se replicar país à fora. Mesmo quem não tem histórico criminal. Porque o que poderia ser uma simples discussão de trânsito, às vezes, ou um simples bate boca, se os dois estão armados, ou um deles, se transforma em uma tragédia com mortes, impactando não só os indivíduos envolvidos na briga, mas alcançando pessoas inocentes”, completou o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *