“Se for culpado, vai pagar”, diz Bolsonaro sobre prisão de Milton Ribeiro

“Se for inocente, sem problema. Se for culpado, vai pagar”, disse Jair Bolsonaro sobre a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro

www.brasil247.com - Bolsonaro e Milton Ribeiro
Bolsonaro e Milton Ribeiro (Foto: Valdenio Vieira/PR)

Jair Bolsonaro afirmou que a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro nesta quarta-feira, 22, é um sinal de que não interfere na Polícia Federal e que se o ex-colaborador “for culpado, vai pagar”. Milton Ribeiro foi preso preventivamente pela suspeita de irregularidades e desvios na liberação de recursos do Fundo Nacional de Educação (FNDE). Ele é investigado pelos crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

“É como a questão do Milton, lamento. A imprensa vai dizer que está ligado a mim, etc. Paciência. Se tiver algo de errado, ele vai responder. Se tiver. Se for inocente, sem problema. Se for culpado, vai pagar”, disse Bolsonaro em entrevista à Rádio Itatiaia.

“Ele responda pelos atos dele. Eu peço a Deus que não tenha problema nenhum. Mas, se tem algum problema, a PF está agindo, está investigando, é um sinal que eu não interfiro na PF, porque isso aí vai respingar em mim, obviamente”, lamentou.

Bolsonaro, que em diversas ocasiões negou a existência de qualquer caso de corrupção em seu governo, agora disse que não tem como controlar tudo o que acontece. “Eu tenho 23 ministros, tenho mais de uma centena de secretários, mais de 20 mil cargos em comissão. Se alguém faz algo de errado, pô, vai botar a culpa em mim? Vinte mil pessoas. Logicamente, a minha responsabilidade é afastar e colaborar com a investigação. Pode ter certeza que essa investigação, além da PF, não interfiro, deve ter Controladoria-Geral da União, aí sim é um ministério meu, etc. E ajudando para elucidar o caso”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.