Sinais sobre a volta do terror: Produtora é espancada em bar no Recife por apoiar Ciro e movimento #EleNão

Produtora teve braço quebrado por agressores em bar no Recife

Produtora teve braço quebrado por agressores em bar no RecifeFoto: Reprodução/Facebook

Mais um caso de agressão por motivações políticas veio à tona nesta quarta-feira (10). Em post nas redes sociais, a produtora Érica Colaço denunciou violência contra uma amiga também produtora em um bar no bairro do Arruda, na Zona Norte do Recife, no último domingo (7), dia do primeiro turno das eleições 2018. Segundo a publicação, a vítima foi espancada por dois homens e uma mulher por usar bottons e adesivos em apoio ao candidato Ciro Gomes e ao movimento #EleNão.

De acordo com Érica, os agressores seriam apoiadores de Bolsonaro e iniciaram uma discussão no bar. “Depois começaram a ameaçar com uma arma, então ela fez um vídeo e me enviou mostrando quem eram, depois disso perdi contato com ela e soube hoje que eles a atacaram covardemente”, diz o post, que mostra fotos da produtora com vários hematomas no rosto e um grave ferimento no braço.

Em outra publicação nas redes sociais, a filha da vítima diz que o braço direito da produtora foi quebrado pelos agressores. Ainda de acordo com o post, os garçons do bar tiveram que abrigar a produtora dentro da cozinha do estabelecimento enquanto ela ligava três vezes para a polícia, mas sem sucesso. “Imagine se eles tivessem uma arma? Eles falaram, com todas as letras:’eu vou te matar’, não conseguiram, mas poderiam”, diz a filha.

Uma pessoa da família que preferiu não se identificar confirmou que a vítima passou por uma cirurgia e ficou hospitalizada até esta quarta, quando recebeu alta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *