Sindicato de Trabalhadores Rurais de Juazeiro terá eleição para nova diretoria

Integrantes da Chapa 2

Da Redação

No próximo dia 24, será realizada eleição para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro, quatro chapas foram inscritas, duas delas tiveram irregularidades apontadas pela comissão eleitoral e foram impedidas de disputar, mas ainda buscam na Justiça a possibilidade de concorrer. Cerca de 25 mil trabalhadores rurais são filiados ao Sindicato.

A Chapa 2 tem como candidato a presidente Emerson José da Silva, o conhecido Mitu, que já desempenha trabalhos importantes dentro do sindicato e na causa do trabalhador rural. “Queremos expor a nossa luta e nosso trabalho, porque através dele o sindicato tem avançado, tivemos muitas conquistas. Pela primeira vez em Juazeiro, a gente consegue aprovar o programa nacional de habitação rural e essa foi uma grande luta do sindicato”.

Sobre sua vida no movimento sindical fez um breve relato. “Milito desde a minha infância, quando meu pai participou de movimentos grevistas em são Paulo, com o Lula. Já em Juazeiro, fui tesoureiro da associação por dois anos e meio. Fui presidente do comitê e acompanhei sempre o movimento sindical. Estou fazendo parte na diretoria sindical há 4 anos, como secretário de política agrária e meio ambiente”.

Junto a Mitu, compõe a chapa 2 o ex-secretário de agricultura, Aguinaldo Meira, há mais de 20 anos na luta pelo assalariado rural. “Os avanços são evidentes. Antigamente os trabalhadores rurais eram transportados em caminhão. Hoje é diferente, todo mundo tem que ser transportado sentado. As campanhas salariais dos canavieiros foram postas em prática. Hoje o sindicato tem representação, delegados sindicais por setores. Na convivência do semiárido a luta pela água. Conseguimos o milho a ração animal a preço de custo”.

Aguinaldo lembrou a questão do salitreiro. “O projeto Lindú, que já esta na seleção das pessoas e delimitação da área, foi outra luta nossa, essa foi uma forma de contemplar parte do povo do salitre. Conseguimos, também, duas adutoras e agora estamos na luta da terceira proporcionando a perenização do Rio Salitre”.

Ele destacou também a boa estrutura do Sindicato em Juazeiro. “Temos uma estrutura boa temos sede, carros e uma equipe de trabalho excelente, com corpo jurídico. Temos a modernização do serviço. Tínhamos problemas com a questão trabalhistas, débitos previdenciários e colocamos tudo em dias, tivemos que pagar cerca de 500.000 reais, e hoje não devemos nada. O sindicato de Juazeiro é referencia para a Bahia e para o Brasil e o objetivo é sempre melhorar”.

A eleição será realizada em urnas espelhadas pelas empresas, nas sedes dos distritos e no sindicato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *