Sindicato pede auditoria no TJ-BA

 

A diretoria executiva do Sinpojud visitou ontem o gabinete do presidente em exercício do TJ-BA, eleito na última quarta, desembargador Eserval Rocha. Durante o encontro, a presidente do sindicato, Maria José Silva, ‘Zezé’, abordou assuntos de interesse da categoria e pediu que o desembargador se sensibilizasse com a situação dos servidores do estado, que estão  sem condições de trabalho, devido ao mau aparelhamento das unidades cartorárias baianas, além de terem que substituir os cargos vagos sem nada receber por isso.

Zezé solicitou ao presidente do TJ uma auditoria na folha depagamento e questionou as justificativas do Tribunal em não pagar pelas substituições e nem realizar concurso público para preenchimento das vagas, alegando problema orçamentário em virtude de gastos com pessoal. “Queremos uma auditoria na folha e checar se o repasse da verba orçamentária do Executivo para o Judiciário está correto ou abaixo do previsto”, pontuou Zezé.

O desembargador Eserval Rocha observou atento às colocações da diretoria e se dispôs a fazer levantamento. “Uma coisa que nunca concordei foi com o improviso, pois estamos tratando da questão pública. Temos que diagnosticar primeiro”, destacou o presidente eleito. A diretoria do Sinpojud avaliou a audiência como positiva, na medida em que reivindica ao presidente uma soluçãopara os problemas que o Judiciário está vivenciando, que acarreta em prejuízos para toda a sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *