Sindsemp consegue reduzir carga horária de servidores em plantão no Hospital Universitário

Depois do encaminhamento feito pelo SINDSEMP – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, solicitando providências da gestão municipal,  junto ao Hospital Universitário acerca das refeições suspensas para os servidores cedido ao HU, nesta quarta-feira(13), a secretária de saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque encaminhou ofício à direção do hospital buscando uma solução para o impasse, sem prejuízos para a população e para os servidores.

O SINDSEMP acompanha de perto toda a situação, e chegou a comprar as refeições dos servidores e servidoras como medida emergencial. Em negociação com a secretaria de saúde, o acordado foi que sem o fornecimento das refeições, modifica-se a carga horária dos servidores e servidores que trabalham em regime de plantão de doze horas. Os profissionais de saúde passarão a trabalhar seis horas no HU, mesmo no plantão. Em ofício, a secretaria informou que enquanto não for solucionada a questão referente ao fornecimento de refeições, impedindo que os servidores exerçam a sua função com zelo, todos os servidores deverão exercer suas funções por um período de 06 (seis) horas no HU, devendo a jornada restante ser executada junto à Secretaria de Saúde Municipal.

Se o hospital ficar sem pessoas para  trabalhar, quem gerou o problema foi o hospital. O servidor não pode pagar o preço dessa situação. Isso é uma questão entre as instituições: Prefeitura, secretaria de saúde e HU. Isso é no mínimo uma falta de respeito. Até para quem é da área de saúde sabe que isso é inconcebível, desumano e cruel. Não existe a condição de trabalhar doze horas sem se alimentar. Isso é mesquinho.” Desabafou  o presidente do Sindsemp, Walber Lins.

A  prefeitura de Petrolina, desde o ano de 2016 cede servidores, todos profissionais da área da saúde, para realizarem plantões no HU, arcando com todas as despesas funcionais, tais como vencimentos e demais repercussões financeiras previstas na lei de regência municipal. Em contrapartida, o HU, garante as condições necessárias de trabalho, incluindo-se o fornecimento de refeições para os servidores que realizam plantões de 12 (doze) horas.

Dia 06 de janeiro de 2021, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais levou o à Secretaria de Saúde do Município de Petrolina a informação de que as refeições destinadas aos servidores municipais seriam suspensas. Essa semana, o HU divulgou Nota de Esclarecimento, mantendo a suspensão do fornecimento de refeições. Nesta quarta-feira, o ofício 028/2021 da secretaria de saúde, reiterou o pedido de que seja garantido o fornecimento de refeições aos servidores do Município de Petrolina que estão cedidos ao HU em regime de plantão de 12 horas.

Uma reunião está marcada para a tarde desta quarta-feira (13), entre a secretária de saúde de Petrolina, Magnilde Albuquerque  e o diretor do Hospital Universitário, Itamar Santos para discutir o problema.

Assessoria de Comunicação do Sindsemp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *