Situação dramática na Faculdade de Agronomia em Juazeiro; Governo da Bahia tenta fechar as portas

Da Redação

O Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais (DTCS) do Campus III da UNEB, em Juazeiro, onde está instalada a antiga Faculdade de Agronomia do Médio São Francisco, a situação de abandono por parte do governo Rui Costa é desoladora. Segundo informações chegadas ao AP, que de outubro do ano passado para esta data o governo só repassou pouco mais de R$ 50 mil para pagar despesas. Valor este, classificado como esmola para os graduandos.

Situação dramática na Faculdade de Agronomia em Juazeiro

A situação no Campus é tão grave que falta óleo no trator para fazer serviço de campo. Enquanto isso o Governador faz discurso político na cidade de Casa Nova, prometendo a construção de duas novas escolas. “Hoje vou ter uma reunião com o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, porque teremos ainda este mês a publicação no Diário Oficial para a construção de várias escolas em todo o estado. Uma delas será aqui na comunidade de Santana do Sobrado, no valor de R$ 4,5 milhões. E vou aproveitar a oportunidade para anunciar outra aqui no distrito de Pau a Pique”. Além disso, Rui anunciou a retomada das obras para conclusão do módulo com duas salas multifuncionais e sanitário, no Colégio Estadual Getúlio Vargas, na sede do município.

Por falta de recursos, parte da unidade parece mais um cemitério abandonado

Com 57 anos de criada, a Faculdade de Agronomia foi a principal instituição pelo desenvolvimento econômico de Juazeiro, e parte de Petrolina, com a fruticultura irrigada implantada nos projetos de irrigação. Hoje o tratamento oferecido pelo governo de esquerda do PT à unidade é mais incestuoso do que algo mais danoso dos tempos tenebrosos que a companheirada criticava nos anos de chumbo.

O mais estranho é o Governo do Estado querer repassar para as prefeituras escolas da rede estadual a exemplo de Juazeiro há quase dois meses, obrigando os professores e a APLB-Sindicato à irem as ruas protestar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *