Suspeitos de integrar torcidas organizadas e praticar crimes são alvos de operação da Polícia Civil no Grande Recife

Justiça determinou extinção de três organizadas em fevereiro deste ano. Grupos são investigados por danos ao patrimônio, corrupção de menores e lesão corporal.

Do G1

A Polícia Civil desencadeou, nesta terça-feira (15), duas operações que têm como alvos suspeitos de integrar torcidas organizadas ilegais e praticar crimes como danos ao patrimônio, corrupção de menores e lesão corporal, no Grande Recife. Ao todo, foram emitidos 11 mandados de prisão e 8 mandados de busca e apreensão pela Justiça.

As investigações começaram em janeiro de 2020. Em fevereiro deste ano, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decidiu pela extinção compulsória de três torcidas organizadas do Sport, Santa Cruz e Náutico.

Em uma das ações, segundo a Polícia Civil, os alvos são suspeitos de ter participado de uma briga que interrompeu a festa de aniversário do Santa Cruz, promovida por torcedores em fevereiro, no Centro do Recife, em fevereiro. Na data, houve tumulto, disparos de balas de borracha pela Polícia Militar e detenções.

Os mandados para as operações Returno e Returno 2 foram para alvos no Recife, em Camaragibe, Abreu e Lima e Itamaracá, as três última cidades na Região Metropolitana.

Presos e materiais apreendidos em operação contra torcidas organizadas chegam ao Core, no Centro do Recife — Foto: PCPE/Divulgação

Segundo a polícia, os suspeitos e materiais apreendidos foram levados ao Comando de Operações e Recursos Especiais (Core), localizado no bairro de São José, no Centro do Recife.

Foram escalados para as ações 55 policiais, entre delegados, agentes e escrivães. Segundo a polícia, as operações foram feitas sob a presidência do delegado Paulo Moraes, da Delegacia de Repressão à Intolerância Esportiva (DPRIE).

Extinção das organizadas

A decisão de extinguir as torcidas veio após um pedido do governo estadual. A Justiça, então, julgou as ações que pediam o encerramento das atividades das torcidas organizadas da Jovem, Inferno Coral e Fanáutico.

Uma das ações que originou o pedido do governo foi a briga do dia 3 de fevereiro, durante a festa de 106 de fundação do Santa Cruz, no Centro do Recife. (veja vídeo acima). No dia seguinte, foi registrada uma briga em uma estação de metrô, antes de uma partida do Sport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *