TCU mantém direito de Jaques Wagner de exercer cargos públicos

Relator da matéria defendia que petista teria que ser punido com restrição

 

O Tribunal de Contas da União (TCU) não aceitou os argumentos do ministro André Luís de Carvalho, relator do processo que investiga irregularidades de nomeações do Ministério da Defesa quando Jaques Wagner (PT) era o titular, e o petista segue podendo ocupar cargos públicos.

A decisão do TCU segue o que fora apontado pelos técnicos da Corte. Assim, Wagner, que era investigado por nomear o marido de Ideli Salvatii para cargo na Organização do Estados Americanos (OEA), terá que pagar uma multa de R$ 15 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *