Tragédia de Manaus se repete em Porto Alegre, 150 pessoas aguardam leitos na UTI

Cidades da região metropolitana também estão com o sistema de saúde colapsado

Por Marcelo Hailer
email sharing button

O Rio Grande do Sul repete a tragédia de Manaus e está, neste sábado (6) com mais de 100% das UTIs litadas. Segundo informações do sistema de Saúde, até o começo da tarde de hoje a ocupação estava em 102%. São 3.089 pacientes para 3.005 leitos.

Na capital Porto Alegre 153 pacientes estavam na emergência aguardando por uma vaga em leitos críticos. Destes, 135 estão com Covid-19 e 19 têm outras doenças;

O Hospital da Independência, que fica em Porto Alegre, tinha, até as 13h, 68 pacientes em UTI adulto para apenas 20 leitos. Uma ocupação de 340%.

Além da capital gaúcha, outras cidades também estão em estado crítico. Novo Hamburgo, que fica na região Metropolitana de Porto Alegre, tem 96 pacientes de UTI Adulto em 80 leitos. Uma ocupação de 120%.

Lajeado, no Vale do Taquari, está com a ocupação de leitos de UTI adulto em 155,8%. Os leitos destinados para Covid, fora da UTI, estavam com uma ocupação de 265%.

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (PMDB), cometeu um ato falho e sugeriu que as pessoas deveriam contribuir com suas próprias vidas para salvar a economia da cidade, em um provável ato falho.

“Tivemos uma profunda discussão, de fechar parques, praças e orlas. Queremos fazer um apelo à população. Não ocupem os espaços públicos. Nós não vamos, em um primeiro momento, fechar a Orla, mas se a população não atender o pedido do governo, nós vamos fechar. Não gostamos de fazer nada por decreto. Contribua com sua família, sua cidade, sua vida para que a gente salve a economia do município de Porto Alegre”, disparou o prefeito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *