Vereador denuncia suposta ‘marmelada’ na reforma da Câmara de Uauá 

Da Redação do AP

Durante a sessão ordinária realizada na manhã de hoje (13) na Câmara Municipal de Uauá, o vereador Jerônimo de Oséas (PP) afirmou que a reforma realizada pelo ex-presidente da Casa, vereador Rodrigo de Zé Mário (PTB) deixou graves sequelas para o sucessor, Nilson Andrade (PP) que está sendo obrigado à fazer despesas extras temendo alguma ação contrária por parte do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Vereador Jerônimo de Oséas

“A tão bela reforma que foi feita nesta casa deixou o presidente desta casa, Claudenilson Andrade numa situação difícil. Ele já vai gastando mais de R$ 6 mil sobre aquilo que deixaram de fazer há dois meses. O mais interessante que consta uma prestação de contas de R$ 127 mil. Então eu pergunto, quando se constrói uma casa não se cobre? Não cuida do telhado? Então a chuva veio e molhou toda a casa se tomando prejuízos com equipamentos, e que agora a atual administração foi obrigada a entrar com a cobertura da laje, e outros consertos a exemplo da porta de vidro que caiu. Então é uma preocupação para a mesa diretora hoje como apresentar ao Tribunal de Contas  estes gastos se foi feita uma reforma há pouco mais de um mês”, disparou Jerônimo.

Preocupado com a situação, ele completou. “Aqui fica o meu repúdio. Todos estão vendo que a reforma ficou bonita, mas  a parte principal não foi feita. Estamos com as notas para apresentar  do que foi feito nesta casa e quero parabenizar o presidente por corrigir os erros que alguém deixou”, detonou.

Por sua vez, o vereador Rodrigo de Zé Mário (PTB) rebateu reafirmando que gastou R$ 127 mil na reforma. “Não se queimou aparelho nesta casa e nem porta se quebrou. Vereador fiscalize o Poder Executivo porque tenho trabalho prestado neste meu primeiro mandato”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *