Vereador fica revoltado com a falta de médico para atender sua esposa em Uauá; polícia é acionada

Da Redação

O vereador do município de Uauá, Rosevaldo Loiola (PDT) passou por um grande vexame neste final quando foi obrigado a levar sua esposa para ser atendida no Hospital Municipal da cidade e não encontrando médico a disposição. As denuncias sobre a falta de profissionais são constantes, mas a propaganda da administração da ‘mudança’ é de que tudo vai bem, e o povo está satisfeito vivendo a mil maravilhas mesmo passando por sacrifícios.

O mais impressionante que a polícia foi acionada para conter o vereador por ter comprado alimento para a própria esposa.

Veja o texto postado pelo edil em sua rede social denunciando o fato:

Hj uso a rede para externar minha INDIGNAÇÃO, não é o vereador Rosevaldo Loiola, é o ser humano, o esposo:
Me desloquei ao hospital de Uauá com minha esposa doente, chegando na unidade 9:35 hs, quando fui informado que não tinha médico no local, que estava esperando e o carro do médico(a) tinha quebrado, liguei para o diretor administrativo 6 vezes, sem sucesso,( cx/pl), as 11:05 horas chegou uma médica, foi quando começou o atendimento. Várias pessoas esperando, inclusive pacientes em situação gravíssima (suspeito de traumatismo craniano).
Por fim as 12:30 hs sai para comprar comida, já q pacientes em observação não recebe, assim foi conosco, ao retornar falei com a recepcionista, q abriu a porta, quando fui surpreendido por um rapaz q tentou me impedir, falei q não me tocasse e entrei no peito pra levar comida e acompanhar minha esposa, 5 minutos depois chegaram 3 policiais militares na sala de medicação, quando me abordou um deles perguntando se eu estava alterado (tomado), quando respondi, estou acompanhando minha mulher, não posso!!!!!!!
Fato:
1- Um hospital sem direito Clínico, sem médico plantonista é uma tristeza, das 8:00hs as 11:00 hs os técnicos e enfermeiros desesperados sem saber o q dizer ou fazer;
2- Não foi a primeira vez, Imaginemos se fosse pacientes infartados;
3- Um segurança sem nenhuma identificação, ou treinamento, pegando em pacientes (mulheres, eu vi!) chama a polícia para um acompanhante ou familiar q queira ver ou visitar e em 5 minutos, chega, não dá pra acreditar q Polícia é mais importante do que Médico.

Vereador Rosevaldo Loiola.

Com a palavra a direção do hospital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *