Vereador mimimi em Uauá

Tachado de vereador canguru, perneta, o sombra, mimimi, e outras qualidades por pessoas em redes sociais, o edil de Uauá, Alef Alves (PSL) – filho do vice-prefeito João Alves que entrou no lugar do tio, Juscelino Alves porque o partido cortou as pernas -, está sendo cobrado pela sua atuação na casa legislativa. Ele é até um guri educado, gente boa, mas na Câmara projetos apresentados pelo mesmo, não chegou ainda ao conhecimento da imprensa.

Alef Alves, eleito pelo pai e o tio. Não mostrou para que foi eleito, apenas deu resultado particular para a família em 1 ano e cinco meses

Segundo a senhora Paulinha Silva, em sua página do face, afirma que o mesmo se esconde do povo. “Ninguém vê ele fazer nada, apresentar nada, não se prontifica ajudar ninguém. Quando vê o povo na rua acelera o passo e faz de conta que não conhece ninguém”, detonou.

Mas o erro foi do povo que votou em uma pessoa inexperiente, um guri que está acabando de engrossar a voz, e ainda que é comandado pelo pai, quer dizer, o povo de Uauá caiu no conto do vigário, e o pior, serve ainda para contrabalancear politicamente força contra o inerte gestor municipal. A maior vergonha aqui em Uauá seria se esse povo colocasse um poste ou um jumento como candidato, e por sinal conseguiria eleger com maior facilidade. Com o salário de mais de R$ 6 mil, será que Alef fica com toda esta dinheirama? Acorda povo!!!. Será que ele está sendo monitorado, ou obedecendo ordens, para se comportar desta maneira? (Pupinho)

Veja o que ela escreveu em sua página:   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *