Vereador Paulo Valgueiro detona Miguel, Fernando e defende união das oposições

Da Redação

O vereador Paulo Valgueiro (MDB) não viu com bons olhos a aproximação do senador Fernando Fernando aos deputados federais Raul Henry e Jarbas Vasconcelos a durante o ato de escolha para nova direção do partido em Pernambuco. Valgueiro é oposição ao senador e ao seu grupo em Petrolina, e tem enfrentado uma turbulência política elevada por ser aliado político do ex-prefeito Júlio Lossio (PSD) um dos principais favoritos para as eleições de 2020.

A briga entre Henry e Fernando Bezerra durante as eleições de 2016 pela direção da legenda rendeu até processo na justiça, sendo que agora todos aparentam estarem fazendo parte da mesma gamela. “Entre o céu e a terra tem mais mistério que possamos imaginar”, falou incrédulo o vereador. Valgueiro afirmou existir dois MDBs. “Existe aquele que é limpo, autêntico, aquele que orgulha o povo de pernambuco, e tem aquele MDB que tem uma série de novas manchas e adjetivos negativos que durante o horário do dia não se permite que seja destrinchado”.

Valgueiro mostrou ser incerta a sua permanência no MDB depois dessa aproximação de Bezerra. “O diretório de Petrolina conta hoje com a minha participação, Elismar e do Major Enfermeiro, sendo que este último não marcha mais conosco (…) O que Fernando tentou fazer do MDB, não conseguiu por querer usar o partido na eleição passada como dono da legenda sendo derrotado por Raul, Jarbas e nós. Até o próximo mês, o partido estará sob nosso domínio, e estamos analisando se iremos ou não continuar à frente do diretório”.

Valgueiro reforçou a critica contra Fernando Bezerra e seu grupo afirmando que ele faz parte da banda podre da legenda. “Eu vejo Henry e Jarbas fazendo parte do MDB do bem,  e o resto faz parte daquele MBD que em alguns anos vem envergonhando nós que somos históricos, pois tenho mais de 20 anos de partido, nunca fiquei trocando de partido a exemplo de alguns senadores [indireta para Bezerra] e alguns políticos regionais que  trocam de partidos ao sabor do vento e o andar do poder. Tenho vontade de continuar no partido, mas se alguém quiser me tirar, pois pretendo manter a minha posição politica aqui no município como oposição”.

O comunicador Claudio Farias questionou o vereador se não teria medo de queimar a língua por defender Jarbas Vasconcelos por se aproximar de Fernando Bezerra. “De maneira alguma. Jarbas tem mais tempo de política e de MDB do que eu em vida, e até agora não vi algo que manchasse sua conduta. E da mesma forma o deputado Raul Henry, agora é claro que todo partido tem aqueles que mancha quando são citados na Lava jato, Vaza jato, e tantas outras ações da polícia federal acusados de terem desviados recursos”, detonou.

O vereador Paulo Valgueiro criticou a postura do prefeito Miguel Coelho por adentrar em um buraco, tirar fotos e postar em redes sociais fazendo criticas à Compesa. Ele ainda criticou o papel desenvolvido pela direção da Armupe.  “Sobre a Armupe, nós vereadores não temos poder para extinguir cargos, ou órgãos, numa administração, isso dependeria do prefeito. Este órgão é um faz de conta que fiscaliza, e a própria Compesa faz de conta que é fiscalizada”. Sobre o buraco, o vereador afirmou “gostaria que ele fosse para a Lagoa do São Joaquim com a calça arregaçada até a canela mostrando os seus problemas que está há anos prejudicando os moradores”.

Ele aproveitou para registrar a celeuma envolvendo o ex-gestor Júlio Lossio, Compesa e o grupo liderado por Fernando Bezerra. “Até há pouco tempo o atual gestor afirmava que os problemas causados pela Compesa era do ex-gestor [Lossio], isso porque o ex não era amigo da Compesa e não comungava com seus erros, e agora?  É culpa do ex-prefeito ou da Compesa? Ele quer tirar a empresa ligada ao estado para entregar a um particular. O seu objetivo é juntar todo o seu batalhão de cargos comissionados para ocupar espaço nas emissoras de rádios e blogs para falar mal da Compesa, pois não defendo a empresa por causa de seus erros, mas  não posso dizer que a empresa presta porque ela também merece levar umas pancadas, e também o prefeito não é esta coca cola toda para a população. Quando o prefeito [Miguel Coelho] era amigo do governador  – se servindo das benesses do estado – para ele, a Compesa era boa e que ruim era a gestão de Lossio, que inclusive ganhou uma ação contra a Compesa   e que poderia ter findado este contrato, mas o atual gestor abandonou esta ação alegando que o erro estava no ex-gestor municipal e não na Compesa. Depois que brigou com o governador, o erro passou a ser da Compesa, estão a população fica meia atordoada sem saber quem presta na verdade se é a Compesa ou o prefeito”, detonou.

 “Já briguei muito com a Compesa, por sinal já apreendi máquinas da empresa que tinha rasgado um trecho da Guararapes, mas também ninguém pode impor que a obra seja realizada na mesma hora, pois estão jogando um discurso político  para tentar colocar a população mais ainda contra o governo do estado, e que não tem conseguido. Por mais que eles batam em Paulo Câmara, terminou o governador sendo majoritário em Petrolina nas últimas eleições”, ironizou.

Valgueiro afirmou que o prefeito Miguel Coelho e seu grupo são piores que o Governo do Estado. “Como eles explicam por serem piores mais do que o governador em Petrolina. O governo no Recife, de costa para Petrolina, sem praticamente ter vindo aqui durante a eleição  terminou sendo majoritário, pois isso mostra que eles conseguem ser mais ruins  do que foi o governador para Petrolina nesses quatro anos”, detonou.

Pula pula

Ele ironizou a posição da vereadora Maria Elena (PSB) quando a mesma teria afirmado para determinado blog que existe lideranças de oposição pulando do barco para se abraçar com a situação. “O que na verdade é que existe muita gente do lado deles doida para vir para a oposição, e só não vieram porque não sabem ficar distante do ranço do poder. Todos sabem que é grande a quantidade de pessoas insatisfeitas no governo que não comungam  com as práticas de ingerência, mas estão se coçando para estarem de nosso lado. Na Câmara temos 6 da oposição, quero vê  apenas um que esteja sendo peneirado se abraçar com a situação. Tem vereador da situação que não consegue manifestar sua insatisfação, mas a família vem fazendo isso abertamente”.

Solidário

Ele foi solidário ao colega Domingos de Cristália (PSL) que teve o seu mandato cassado pelo TRE. “Ele obteve mais de 2 mil votos em sua comunidade, e com isso ele sai mais fortalecido porque eu vi de perto a solidariedade do povo a ele no dia em que saiu esta decisão da justiça. Tenho  acompanhado também as manifestações de outras pessoas nas redes sociais sendo a seu favor.”

Pré-candidaturas de prefeito

Com relação as eleições de prefeito em 2020, Valgueiro defendeu a unidade das oposições. “Não somos contra este projeto midiático de apenas cuidar da orla, e nós da oposição é preciso ter  candidaturas fortes, mas estamos conversando com todos os partido que são de oposição, inclusive com os vereadores,   para que possamos enfrentar esse poder econômico e midiático da atual gestão”.

“A situação é complexa, são várias forças que estão neste tabuleiro, mas espero que haja uma união entre Odacy, Júlio, Lucas, Cristina e  Gabriel (…) Estas pessoas tem que pensarem no bem estar de Petrolina, não se pode prevalecer o ‘eu’ de cada um para ser prefeito. Na maioria das vezes a pessoa tem que dá um passo para trás e depois para frente, pois eu acho que todos devem pensar bem  no que deve fazer. Hoje a oposição não seu ao seu lado a máquina para trabalhar, mas está trabalhando comendo pelas beiradas”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *