Vereadores da base do governo Suzana Ramos desfazem os blocos; oposição diz ser reflexo no tratamento do governo

Da Redação

O clima esquentou nesta terça-feira (14) na Câmara de Juazeiro depois que o vereador Lourival Quirino (PCdoB) solicitou da Mesa Diretora da Casa apresentou requerimento informando a sua saída do bloco. “Comunico a saída do bloco ‘Compromisso e Trabalho’ por motivos pessoais, pois estou sofrendo um processo pelo PCdoB”, disse Quirino.

Lourival Quirino

Segundo comentários nos corredores da casa legislativa, o vereador Lourival Quirino além de enfrentar ameaça de expulsão do partido, foi tratado de maneira deselegante  pela administração municipal, o que o obrigou a tomar tal decisão.

Vereador Gleidson Medrado

Outros vereadores aproveitaram do momento para apresentar requerimentos informando a saída dos blocos.  O vereador Gleidson Medrado (PP), representou o Bloco ‘Novo tempo por Juazeiro’.  “Aqui também tem um requerimento assinado pelos vereadores Francinaldo Leopoldo do Carmo, Gleidson Rosa Medrado e Gildásio dos Santos Soares, solicitando saída do bloco”.

Vereador Gleidson Azevedo

Ainda no andamento dos trabalhos, o vereador Gleidson Azevedo (PDT) informou que “os vereadores do Bloco ‘Unidos por Juazeiro’: Dionísio Gomes de Araujo, Raimundo Nonato Trindade dos Santos e Gleidson Henrique Moraes de Azevedo, comunicam afastamento.”

Vereador Alex Tanuri

Em contato com o AP, o vereador de oposição, Alex Tanuri (PP) evitou fazer criticas sobre a decisão dos colegas. “Me reservo ao silêncio, e quero dizer que estarei firme e forte ao lado do povo”, mas teceu criticas à administração municipal. “Temos uma prefeita que não está fazendo uma boa gestão, que tem todos os seus familiares empregados em cada setor da prefeitura. É um governo que pessoas de fora mandam mais do que ela. No passado, eles criticaram  tanto que agora estão pior, porque ela [gestora] tem um coração bom, mas está sendo enganada por pessoas de fora que chegaram ao ponto de excluir o ex-prefeito Joseph Bandeira (…) A administração está fraquejada”.

Alex chegou a ironizar o comportamento de um dos colegas. “O que ele fala, entra em um ouvido, e sai no outro, mesmo porque não entendo ele como vereador porque acho que ele estar mais para polícia do que para vereador.  Juazeiro toda o conhece, pois aqui eu só tenho gratidão a ele e a vereadora Neguinha por terem votado em mim por duas vezes para presidente desta casa”.

Ele afirmou que os blocos não podem serem refeitos neste ano devido as regras do regimento interno. “Os blocos desfeitos uma vez só pode voltar  no próximo ano como reza o regimento interno”.

Mitu do Sindicato

O vereador Mitu do Sindicato (PCdoB) classificou a atitude dos colegas como demorada. “Fiquei surpreso pela demora de saírem da base do governo. Este é o reflexo do tratamento do governo com sua base e a população, isso já era esperado”.

Diante do quadro, o vereador Mitu acredita no crescimento da base de oposição na Casa Aprígio Duarte. “Acredito que a oposição cresça depois desta decisão. Os próprios vereadores ligados ao governo estão sendo alijados do  processo para 2022.  Existe um esquema de perseguir quem não votar no menino e em Adolfinho. Uma coisa é certa: a oposição está aqui para receber todos de braços abertos”, concluiu.

A reportagem tentou contato com outros vereadores da base e não conseguiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *