Volta de Gabigol ao Flamengo acirra disputa por vaga

Diogo Dantas

Enquanto Balotelli é o sonho, Gabigol volta a ser a realidade no ataque do Flamengo. O jogador, que teve uma lesão muscular na coxa esquerda há duas semanas, treinou pela primeira vez com bola junto aos reservas, ontem, no Ninho do Urubu.

Sem dores, começou a ser preparado para encarar o Vasco no sábado, pelo Brasileiro, em Brasília. O atacante não entra em campo desde a classificação às quartas de final da Libertadores, contra o Emelec, no Maracanã. Agora, vai agitar a disputa por vagas no time titular. Após ficar fora contra Bahia e Grêmio, o artilheiro do Flamengo viu o técnico Jorge Jesus encontrar novas soluções para a equipe, mas vai brigar por sua vaga no ataque. Em sua ausência, o treinador usou Arrascaeta na posição, mais próximo de Bruno Henrique.

Recém-recuperado de lesão contra o Emelec, o uruguaio entrou no segundo tempo no lugar de Éverton Ribeiro, que na última partida saiu e deu lugar a Berrío, pois sentiu dores no pé que havia lesionado há algumas semanas.

Caso Ribeiro ainda não esteja 100%, o que é improvável, Gabigol pode entrar em sua vaga, deslocando Arrascaeta para a esquerda. Do contrário, surge a opção de Gérson recuar e Arão ser o único volante, saindo Cuéllar. O técnico indicou que não vai poupar o time por conta do duelo contra o Internacional pela Libertadores, na outra quarta-feira.

Além de Gabigol, o ataque deve ter Lincoln como opção. O centroavante também treinou no campo após lesão muscular na coxa direita e é alternativa para durante o jogo.

Com uma lesão muscular mais grave em relação a Lincoln e Gabigol, o zagueiro Rodrigo Caio também foi a campo para atividades com bola, mas muito leves. O jogador não enfrenta o Vasco e está passando de fase de recuperação de forma mais lenta e gradativa.

Primeiro deu corridas com bola no gramado, e depois fez atividades de força e equilíbrio também com bola, ainda acompanhado de um fisiologista do Flamengo. A comissão técnica entende que as duas semanas livres de jogos devem ser bem aproveitadas para que o atleta retorne 100%. Rodrigo Caio se machucou no jogo com o Botafogo, pelo Brasileiro, há duas semanas. Mesmo assim requer cuidados na reta final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *