‘Xandão’ enquadra PL e aplica multa à coligação em R$ 22,9 milhões

Partido Liberal (PL), do presidente Jair Bolsonaro, apresentou denúncia que desqualificava urnas antigas utilizadas nas eleições de 2022

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, negou nesta quarta-feira (23/11) o pedido do PL para desconsiderar o resultado de urnas antigas utilizadas no segundo turno das eleições deste ano.

“Condeno a autora por litigância de má-fé à multa de R$ 22.991.544,60”, escreveu o ministro. Moraes também determinou o bloqueio das contas da coligação até que a multa seja paga.

Fonte: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.