Zé Trovão alega perseguição de Alexandre de Moraes e pede asilo político no México

Do O Antagonista – O caminhoneiro bolsonarista Zé Trovão, articulador de atos antidemocráticos no 7 de Setembro e de bloqueios em estradas, protocolou um pedido de asilo político ao governo do México, informa o Painel da Folha. Os documentos foram enviados ao jornal paulistano pelo advogado do caminhoneiro, Levi de Andrade, e protocolados na Comissão Mexicana de Ajuda a Refugiados.

No pedido de asilo, Zé Trovão diz ser vítima de perseguição política. Ele já pediu a destituição dos ministros do STF e tem atacado Alexandre de Moraes, que autorizou operação de busca e apreensão nos endereços ligados ao caminhoneiro e depois ordenou sua prisão preventiva.

Antes de ter a prisão ordenada, o caminhoneiro foragido descumpriu determinações do ministro do STF, participando de lives sobre atos antidemocráticos e divulgando nova conta Pix para financiar as manifestações —as originais haviam sido bloqueadas por Moraes.

Segundo a Folha, as datas no documento mostram que ele foi protocolado no começo do mês, antes ainda das manifestações do 7 de Setembro. O ofício diz que Zé Trovão deixou o Brasil em 27 de agosto e chegou ao México no dia 31.

No México, ele tem convivido com o blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio, que segundo o advogado Andrade também solicitou asilo político no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *