Após aprovação do adiamento das eleições, PDT baiano aciona TSE para tentar viabilizar candidatura de Prates em Salvador

[Após aprovação do adiamento das eleições, PDT baiano aciona TSE para tentar viabilizar candidatura de Prates em Salvador]

Mesmo após a Câmara dos Deputados referendar o Senado e aprovar o adiamento das eleições municipais, o PDT baiano tenta lançar o secretário municipal de Saúde, Léo Prates, como pré-candidata em Salvador. O presidente estadual da sigla, deputado federal Félix Mendonça Jr, acinou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira (2).

No documento ao qual o BNews teve acesso, Mendonça argumenta, em consulta enviada diretamente ao presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, que a data atualizada do pleito influencia diretamente no prazo limite para desincompatibilização.

“As hipóteses previstas na LC n. 64/90 que repousam na necessidade dos servidores públicos e agentes políticos se afastarem dos seus cargos e funções pelo prazo de 4 meses anteriores a data da eleição, deverão considerar a data 04 de junho de 2020 ou 15 de julho de 2020?”, questiona o presidente do PDT na Bahia.

A Câmara aprovou o adiamento na quarta-feira (1) e nesta quinta o Congresso já promulgou as alterações. As novas datas são: 1º turno em 15 de novembro e 2º turno em 29 de novembro — o calendário original previa o primeiro turno das eleições em 4 de outubro e o segundo turno, em 25 de outubro

A movimentação do PDT baiano ocorre em meio a um imbróglio envolvendo quem será o vice na chapa do grupo do atual prefeito, ACM Neto (DEM), que indicou seu vice-prefeito, Bruno Reis (DEM), para a vaga. São especulados para ocupar a função, além de Prates, o presidente da Câmara Municipal, Geraldo Júnior (MDB) e a secretária de Promoção Social, Ana Paula Matos (PDT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *