Apreensão dos R$ 51 milhões será retratada em continuação de filme sobre a Lava Jato

Ex-ministro baiano, Geddel segue preso em Brasília há quase dois anos

Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso em Brasília desde o final de 2017, será retratado na sequência do filme “Polícia Federal: A Lei é para Todos”, cujas gravações iniciam neste segundo semestre.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a nova produção mostrará o andamento da Lava Jato, após a condução coercitiva do ex-presidente Lula, e o aprofundamento da operação em Brasília, saindo do foco de Curitiba.

Uma das cenas presentes no roteiro é justamente a apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador. O dinheiro é atribuído a Geddel e seria resultado de propina. O filme só deve ser lançado no segundo semestre de 2020.

Conforme noticiado pelo bahia.ba, Geddel é o preso da Lava Jato com maior tempo de prisão preventiva entre todos os outros políticos alvos da operação. Ele está preso há quase 700 dias na Penitenciária da Papuda.

Diferente de outros políticos encarcerados, o baiano sequer foi julgado, o que deve acontecer neste segundo semestre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *