Dados revelam aumento de mortes violentas na capital e RMS este ano

Por Jairo Costa Júnior

Dados obtidos com exclusividade pela Satélite apontam um crescimento de 17,8% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) registrados na capital entre 1º de janeiro e 9 de fevereiro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019.

De acordo com o levantamento, compilado pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin),  ocorreram em Salvador 126 casos enquadrados nos três tipos de CVLIs – homicídios dolosos (intencionais), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte -, ante 107 assassinatos contabilizados na cidade até 9 de fevereiro do ano passado. Em números absolutos, foram 19 mortes violentas a mais nos primeiros 40 dias de 2020.

Zona da morte 
O balanço parcial do departamento da Polícia Civil mostra um salto ainda maior de CVLIs nas demais cidades da Região Metropolitana de Salvador – de 67 para 83, aumento de 23,9% em relação a 2019. Considerando todo o estado, o crescimento médio foi de 4,4%.

Surto criminal
As estatísticas sobre a criminalidade em 2020 ratificam o avanço dos furtos e roubos de veículos em Salvador, divulgados em 29 de janeiro. Até 9 de fevereiro, a delegacia responsável pelo combate e repressão aos dois delitos (DRFRV) registrou 542 ocorrências, contra 487 do ano passado – diferença de 11,3%. Entre os bairros, São Caetano teve o maior índice de crescimento, com 2000%. No mesmo período de 2019, houve só um caso em São Caetano. Este ano, já são 21, sem contar os últimos 17 dias. Outros cinco bairros também apresentaram aumento substancial de furtos e roubos de veículos: Boca da Mata (800%), Águas Claras (100%), Pituba (42,9%), São Cristóvão (37,5%) e Brotas (30%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *