Flórida emite alerta após caso raro de ameba “comedora de cérebro”

Infecção pela ameba Naegleria fowleri, que ataca o cérebro, é rara. Na Flórida, há 37 registros desde 1962, mas devido às consequências, um alerta foi emitido para evitar a contaminação de outras pessoas

A ameba Naegleria fowleri, “comedora de cérebro” (Reprodução)

O Departamento de Saúde da Flórida emitiu um alerta na última semana após a confirmação de que uma pessoa no condado de Hillsborough contraiu Naegleria fowleri, uma microscópica ameba unicelular que causa infecção no cérebro – e por isso é chamada de ameba “comedora de cérebro”.

Autoridades locais recomendaram aos habitantes que evitem o contato do nariz com água encanada e de outras fontes da região. Frequentemente encontrada em água morna, a ameba entra no corpo pelo nariz.

A contaminaçao pela ameba, que causa uma infecção classificada como meningoencefalite amebiana primária, é rara. Na Flórida, há 37 registros desde 1962. Mas dada as suas consequências potencialmente fatais, o órgão de saúde da Flórida emitiu o alerta.

Não foram divulgadas informações sobre o estado de saúde do paciente ou sobre a maneira com que contraiu a ameba — que não é contagiosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *