FUP anuncia suspensão provisória da greve para negociar acordo coletivo no TST

Sindicatos da categoria ainda votam em assembleia nesta quinta (20) para decidir se acatam ou não a suspensão

Petroleiros paralisados na Greve Geral deste dia 14 de junho (foto: site FUP).

Em entrevista ao vivo à Fórum, o diretor da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e ocupante do Edise, Tadeu Porto, confirmou que o movimento está cessando temporariamente a greve dos trabalhadores da Petrobras. A decisão atende uma das condições colocadas pelo ministro Ives Gandra para mediar questões do acordo coletivo dos trabalhadores no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

“Foi uma grande conquista da nossa brigada petroleira. Tá no DNA da nossa organização tanto a negociação quanto a greve e colocamos muito claro para o Ives que o nosso acordo coletivo estava sendo descumprido e que nós precisamos negociar em alguma esfera. O Ives se mostrou aberto para conversar com a gente e por isso vamos suspender a greve provisoriamente”, contou o líder do movimento.

Na entrevista, Tadeu Porto também lembrou que cada sindicato do setor tem autonomia para decidir sobre acatar ou não a suspensão da greve. “Nossa categoria vai fazer assembleia no dia de hoje para decidir, mas já tem gente suspensa, as ameaças de greve chegam ao tempo todo, estamos juntando as provas de assédio. Estamos sofrendo isso desde o começo da greve e conseguimos superar até agora”, contou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *