No Recife, Lula usou jantar reservado para sinalizar que Marília Arraes está no jogo

Foto: Arthur Marrocos/Divulgação
Foto: Arthur Marrocos/Divulgação

Alguns observadores da cena local perceberam que Lula não citou o nome de Eduardo Campos no discurso que fez na Praça do Carmo, no festival de música criado para louvar seu nome. No passado, Eduardo Campos era chamado de achado de Deus, antes de tentar voo solo. No entanto, o petista fez questão de prestigiar a deputada federal Marília Arraes, ao ir a um jantar reservadíssimo na residência da parlamentar, em Apipucos.

Tudo sob as bençãos de uma imagem de Miguel Arraes, avô de Eduardo Campos.

A deputada federal Marília Arraes  recebeu, neste seleto grupo de convidados, entre outros, o senador Humberto Costa, os deputados estaduais Doriel Barros, Teresa Leitão e Dulcicleide Amorim, o vereador João da Costa, o deputado federal Carlos Veras e o ex-presidenciável Fernando Haddad (PT-SP).

Marília ofereceu galinha caipira, especialmente trazida do sertão pela sogra de Marília, que foi quem fez a especiaria.

Foto: Arthur Marrocos/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *