Pastor satânico: Pastor espanca mulher de 54 anos durante culto em igreja

Ney Valdecy Ferreira, da igreja Pleno Amor, teria ficado irritado quando a filha da fiel, que é divorciada, foi levar o filho para ficar com o pai no templo. “Eu cai, ele acertou chutes, murros nos olhos e na cabeça”

O pastor Ney Valdecy Ferreira espancou uma mulher, que se identificou como Maria Aparecida, de 54 anos, durante culto na igreja Pleno Amor, no bairro Pedregal, em Cuiabá (MT) no último domingo (20).

Segundo informações do site Poconet, a agressão aconteceu quando a filha de Maria foi até o templo deixar a filha com o ex-marido. O pastor teria ficado incomodado por ela ser divorciada.

“Ele pegou no meu braço e perguntou o que eu estava fazendo dentro da igreja. Perguntou se eu não tinha vergonha de estar lá sendo ex-mulher [de um dos fiéis]. Eu só fui deixar minha filha com o pai dela, com quem fui casada 17 anos”, relatou a filha de Maria, que não quis se identificar, ao site.

Uma das filhas do pastor teria ido tirar satisfações com Maria e começou a pressionar na parede. O pastor então teria iniciado o ataque.

“Ele empurrou a filha dele e do jeito que eu estava parada, ele foi me esmurrando. Eu cai, ele acertou chutes, murros nos olhos e na cabeça”, disse Maria, que divulgou fotos com hematomas nos olhos.

A polícia foi chamada e o pastor deve responder por lesão corporal em inquérito instaurado na Delegacia Especializada dos Direitos da Mulher.

Em entrevista à afiliada da TV Record – TV Vila Real – Ney Valdecy disse que foi separar uma briga na igreja, mas não explicou os hematomas no corpo da mulher.

“Todos nós corremos para separar eu até dei oportunidade para eles orarem no final. Vocês também tem que ver as fotos do pescoço da minha filha, da minha esposa, como está. Foram elas que agrediram primeiro. Só assim que vão poder julgar”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *