Polícia convoca assessores de Carlos Bolsonaro para depor no caso Marielle

Assessores do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foram convocados mais uma vez pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para depor na investigação que apura o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do Motorista Anderson Gomes.

Os investigadores querem saber como era a relação entre os dois parlamentares, que eram vizinhos de gabinete na Câmara do Rio e teriam se envolvido em uma discussão no corredor do prédio. Pessoas ligadas à parlamentar também devem ser ouvidas novamente.

Em comentário feito na tarde desta quarta-feira (20), na rádio CBN, o jornalista Kennedy Alencar revelou que a Polícia Civil do Rio trabalha com a hipótese de envolvimento de Carlos no assassinato de Marielle e Anderson. Segundo essa linha de investigação, o filho do presidente teria uma relação próxima com o autor da execução, o PM reformado Ronnie Lessa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *