Prefeito de Uauá coloca comércio na mira da falência

Da Redação

Alguns comerciantes do município de Uauá mantiveram contato com a reportagem do AP preocupados com o fechamento de suas lojas. De mão atadas, eles afirmaram que boa parte não sabe mais à quem recorrer para salvar de uma possível falência devido aos problemas causado pela administração do prefeito Lindomar Dantas (PCdoB)  por tomar medidas duras isolando socialmente a cidade do covid-19.

De acordo decreto, o prefeito decidiu adotar toque de recolher com fechamento do comércio. Com o acumulo de despesas à pagar, alguns lojistas já não sabem se terão condições de reabrir as portas. Outro fato grave está relacionado ao índice elevado de desempregados com pessoas confinadas em suas casas. “Só resta agora aplicar o lockdown para complicar mais ainda. A nossa sobrevivência e a dos empregados depende das vendas. O prefeito e seus assessores já demonstraram a não preocupação com a saúde econômica de nosso município. Eles tem salários garantidos a cada final de mês, mesmo que não compareçam à prefeitura para trabalhar, e nós? Os únicos comerciantes satisfeitos aqui em Uauá são alguns poucos que fornecem para prefeitura”, lamentou o comerciante que evitou citar o nome para evitar uma possível perseguição.

Ele concluiu afirmando que, “caso o decreto de fechamento do comercio se estenda por mais dias, provavelmente alguns comerciantes não terão condições de reabrir as portas”.

As manifestações sobre a situação circulam nas redes sociais. Veja:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *