Remanso: Cidadãos já não toleram a impunidade de Zé Filho

Da Redação

Relembrando “que cabe a qualquer cidadão noticiar fatos e requerer providências, quando se trata da malversação de valores públicos, e cabe a promotoria de justiça, investigar e zelar pela correta aplicação das verbas públicas”, o cidadão Ocimar Barbosa Miranda Moura, deu entrada nesta terça-feira, 14/07 de documento intitulado “Notícia para apuração e esclarecimento”, onde mais uma vez, o atual prefeito de Remanso, Zé Filho é apanhado desviando dinheiro da população.

A de Ocimar Moura é cristalina e sem possibilidade de justificativa: é roubo puro e simples, de cara lisa e com a certeza da impunidade: Na prestação de contas do SAAE, que está no Tribunal de Contas dos Municípios, aparece a FF. d e Almeida — M E, CNPJ n. 12 .7 0 9.1 6 4/0001-7 1, de propriedade de Francisco Francelino de Almeida, com endereço na Área Industrial, s/n, na cidade de Remanso — Bahia, que seria fabricante de tampas de cimento para PV e demais artefatos de cimento e tem um contrato para corte e ligação de água residencial.

No endereço informado não existe fábrica de artefatos de cimento, não existe escritório. Em contrapartida, em um processo de pagamento, a FF de Almeida, recebe mais de 3.500 reais por uma única tampa de cimento.

Não bastasse o superfaturamento por uma empresa fantasma, o “empresário” Francisco Francelino de Almeida, é velho conhecido dos moradores da Quadra 14 e outras na cidade de Remanso: Ele é o leiturista das contas de consumo das residências, apesar de não constar na folha de pagamento do SAAE.

Vamos esperar para ver o que a Promotoria diz ou como Zé Filho justifica mais essa. Para quem fraudou uma folha inteira de funcionários, isso é café pequeno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *