Suspeita de uso excessivo de agrotóxico põe em xeque a ‘sustentável’ Açaí Amazonas

A reportagem especial relata uma investigação sobre o impacto socioambiental do uso de veneno nas comunidades ribeirinhas e as mortes de duas crianças em Alenquer

Na fotografia os funcionários usam agrotóxico na Fazenda Macupixi/Foto: Fábio Zuker/Amazônia Real

do Amazônia Real

Por Fábio Zuker

Alenquer (PA) –  No ensolarado início de tarde do dia 21 de agosto de 2019, o salão da paróquia Pio XII, um anexo à igreja católica de Santo Antônio, no município de Alenquer, no oeste do Pará, estava lotado. Cerca de duzentas pessoas, entre jovens e adultos, disputavam espaço para debater sobre o uso de excessivo de agrotóxico, os impactos socioambientais do veneno e a atuação da empresa Açaí Amazonas (antes chamada de Polpas do Baixo Amazonas), de propriedade do Grupo Vacarro, e que se classifica no agronegócio como “a mais moderna e sustentável produtora de açaí do mundo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *